O Sporting terminou este domingo o Campeonato Nacional de pista coberta em Pombal com 18 títulos conquistados e as suas “expectativas cumpridas” em dois planos: na presença de atletas e no desempenho desportivo.

“O Sporting marcou a sua presença e dignificou, como sempre o faz, os campeonatos de Portugal com uma presença massiva e uma aposta e um investimento na presença dos seus melhores atletas”, disse sublinhou o responsável pelo atletismo leonino.

Num balanço efetuado aos jornalistas, Carlos Silva salientou que, no total dos títulos em disputa, os atletas do Sporting conquistaram 18, sendo “largamente a equipa com mais títulos nacionais.

“Acresce que temos uma série de atletas que se mostraram, nas distâncias mais curtas e nos saltos, já um nível qualitativo e acima da média, que é exigida para esta fase do ano”, salientou.

O responsável leonino destacou os resultados positivos das provas de velocidade, com o recorde de Lorene Bazolo, nos 60 metros dos Campeonatos, com 7,30 segundos, “que é uma marca muito boa”, e também os resultados nos 60 metros de Ancuiam Lopes e Carlos Nascimentos.

“Nos saltos, quer a Evelise Veiga e o Miguel Marques mostraram-se a um nível bastante elevado, que também é um aspeto positivo a relevar, no salto com vara voltámos a ter atletas na casa dos 5,40 metros e uma menção especial também à Sara Moreira, que depois de ser campeã da Europa, preparando uma época de corta-mato, esteve aqui presente com uma marca já de elevada qualidade”, acrescentou.