O sportinguista João Vieira conquistou este sábado o seu 19.º título nacional de 5.000 metros em marcha atlética, nos Campeonatos de Portugal, em Pombal, reforçando-se como o português com maior número de títulos em todas as disciplinas.

João Vieira terminou a prova em 19.47,38 minutos, deixando o segundo classificado, Miguel Carvalho, do Benfica, a 20 segundos.

O reinado começou em 1996 e os anos em que não triunfou (foram cinco), o vencedor foi o seu irmão gémeo Sérgio Vieira. O atual campeão, João Vieira, após assegurar o seu 19.º título em pista coberta, realçou precisamente esse facto: “Já são muitos anos a ganhar títulos é o que me motiva para continuar a treinar todos os dias. Quanto a este triunfo, comecei mal a semana, devido a um problema de saúde da minha esposa e treinadora, mas também isso me fortaleceu e quero aqui voltar no próximo ano para o 20.”

Estando no seu pensamento terminar a sua longa carreira em 2020, o atleta do Sporting pretende continuar a colecionar títulos nacionais em todas as oportunidades, admitindo que agora pretende treinar apenas para cada competição.

“Com esta idade, à beira de completar 43 anos, levanto-me todos os dias com vontade de treinar. Vou continuar a lutar por cada título que houver para disputar em Portugal”, afirmou o atleta.

Tendo sido medalhado e finalista nas grandes competições internacionais, na prova de 20 km marcha e também na de 50 km, o sportinguista não vê com bons olhos o regresso à discussão de mudar as distâncias de 20 e 50 km, para 10 e 30 km, como forma de abreviar os programas.

“Vejo essa tentativa com preocupação, há uns tempos já tinha estado numa iniciativa para não acabar os 50 km nos Jogos Olímpicos, e agora vejo que um senhor italiano, Maurizio Damilano, quer de novo acabar com as distâncias que fazem parte dos programas, mas os atletas não concordam com isso”, concluiu o atleta.