Com o bis ao Chaves, Bas Dost chegou aos 22 golos na Liga, em outros tantos jogos disputados na competição. Desta forma, o ponta-de-lança do Sporting atinge a marca de um golo por jogo e neste particular só é mesmo superado por Jonas, do Benfica, que nesta altura já soma 31 golos em 26 encontros disputados (média de 1,19).

O bis ao Chaves permitiu ainda a Bas Dost isolar-se no 2º lugar dos melhores marcadores da Liga, ultrapassando Marega (FC Porto), que à entrada para esta jornada somava os mesmos 20 que o holandês contratado ao Wolfsburgo, no início da época anterior. Foi igualmente o 10º golo ao Chaves: os flavienses já eram a ‘vítima’ preferida do ponta-de-lança dos leões, mas, com o bis apontado, Bas Dost acentua ainda mais a tendência. Assim, o holandês ultrapassa o registo diante do Excelsior, clube ao qual marcou nove golos durante a sua permanência na Eredivisie, entre 2007 e 2012.

Bas Dost tornou-se no 6º jogador a fazer um bis a saltar do banco (após Marega, Paulinho, João Novais, Bruno Moreira e Soares) e igualou o feito de Jeffrén, que em 2011/12 também começou no banco de suplentes mas fez dois golos ao V. Guimarães, que em Alvalade perdeu 5-0 frente ao Sporting de Sá Pinto. Para quem esteve mais de 15 dias de fora por lesão…

Com a vitória em Chaves, os leões de Jorge Jesus voltaram a aproximar-se do FC Porto, que na véspera tinha perdido com o P. Ferreira (1-0). Na antevisão do encontro com os flavienses, Jorge Jesus tinha considerado que o campeonato “continuava em aberto” e a prova está aí. A oito jornadas do fim da Liga, os leões não dependem de si, mas a verdade é que continuam na luta e daqui a um mês podem beneficiar do clássico entre Benfica e FC Porto, na Luz. Na penúltima jornada, recebem ainda os encarnados, duelo que pode ser decisivo.