Antes do apito inicial há tempo para abraços e trocas de palavras, mas no momento em que o jogo começar será um para cada lado.

Jesus e o seu Sporting precisam de vencer, especialmente olhando para esse clássico entre Benfica e FC Porto. Os leões estão distantes do título, mas ainda há uma réstia de esperança que só se irá manter enquanto a equipa leonina continuar a vencer.

De ressaca após eliminação europeia, a exibição convincente e a vitória frente ao Atlético Madrid acabaram por funcionar como um impulso moral para a equipa de Jorge Jesus, que numa altura em que as forças já escasseiam – Sporting vai fazer o 54º jogo da temporada – se vai mantendo de pé com a união já demonstrada pelo grupo.

A visita ao Restelo é, ainda assim, de alto risco para o Sporting. O Belenenses já demonstrou capacidade para ombrear com os primeiros classificados – empate com Benfica (1×1) e vitória (2×0) frente ao FC Porto – e a equipa está a começar a ganhar rotinas na tática de três centrais cada vez mais trabalhada por Silas.

Prevê-se um duelo estratégico e com ambição por parte dos dois treinadores. O Sporting, terceiro classificado, com 68 pontos, desloca-se ao Estádio do Restelo, pelas 20h15, para defrontar o Belenenses, 11.º, com 33, num encontro referente à 30.ª jornada da I Liga.