O Sporting chega ao Bessa após uma vitória caseira ante o Portimonense e a três pontos do terceiro lugar, pertença do Sp. Braga.

Um jogo para o qual o avançado Bas Dost se juntou às baixas por lesão de Battaglia e Bruno Gaspar, com mais um teste sério ao que tem sido o parco rendimento leonino fora de casa, na Liga: quatro vitórias, três empates e quatro derrotas, registo traduzido em 15 pontos somados em 33 possíveis.

Nas últimas cinco deslocações para a Liga, o Sporting só venceu uma, em Santa Maria da Feira. No entanto, o registo recente na Liga denota melhorias: dez pontos nos últimos 12 possíveis, apenas com um percalço, com o nulo ante o Marítimo.

O Boavista-Sporting deste sábado vai ser o 124.º jogo entre as duas equipas na história do futebol português. Nos outros 123, o Sporting venceu quase metade – 60 – o Boavista triunfou em 28 e houve 35 empates.

Se a chegada de Marcel Keizer foi marcada por vitórias e muitos golos, o passado recente diz-nos que este é um Sporting irregular, especialmente quando é obrigado a deixar Alvalade. Keizer já perdeu pontos em Guimarães, Tondela e no Funchal e se o registo do Sporting no Estádio do Bessa é francamente positivo – a última vitória boavisteira foi há mais de 10 anos -, há sempre um reverso da medalha.

O Sporting desloca-se ao Estádio do Bessa neste sábado, 9 de Março, para defrontar o Boavista às 20h30. O encontro é referente à 25.ª jornada da Liga NOS.