A mesma fonte confirmou ainda que o ex-vice-presidente Alexandre Godinho também já recorreu da pena de expulsão de sócio, tomada pelo Conselho Fiscal e Disciplinar do Sporting, em 01 de março passado.

Estes recursos deverão agora ser apreciados em Assembleia-Geral do clube, que ainda não tem data marcada.

O Conselho Fiscal e Disciplinar do Sporting considerou que Bruno de Carvalho, de 47 anos e que presidiu ao clube ‘leonino’ entre 2013 e 2018, altura em que foi destituído do cargo em Assembleia-Geral, cometeu 12 infrações disciplinares, enquanto Alexandre Godinho, igualmente punido com a sanção de expulsão de sócio, terá cometido, segundo aquele conselho, 10 infrações disciplinares.

Da direção liderada por Bruno de Carvalho, foram aplicadas ainda penas de suspensão por nove meses a Carlos Vieira (seis infrações), seis meses a Luís Gestas (quatro) e repreensão registada a Rui Caeiro (duas), tendo ainda sido decidido o arquivamento dos autos referentes a Luís Roque e José Quintela.