O Sporting não vai colocar qualquer tipo de entraves à saída de Nani, caso surja uma proposta pelo extremo, apurou o Correio da Manhã. O internacional português, de 32 anos, tem sido apontado ao Orlando City, da Liga norte-americana de futebol, beneficiando do facto de o mercado de transferências estar aberto até 7 de maio naquele país.

O extremo formado em Alvalade, sabe o CM, não é considerado indispensável pelo técnico Marcel Keizer. Além disso, os leões têm vários jogadores para a posição, casos de Acuña, Diaby, Raphinha e ainda o jovem Jovane Cabral. O temperamento de Nani, que já tinha sido suspenso no tempo do treinador José Peseiro, pode estar na origem desta disponibilidade dos leões em libertarem o jogador.

Segundo o CM apurou, Nani não reúne o consenso dos restantes jogadores do plantel para ser capitão de equipa. Aliás, Bruno Fernandes, também capitão, tem vindo a somar créditos no grupo, precisamente pela sua postura abnegada e vontade de ajudar a equipa na procura da vitória. Os 20 golos apontados nesta temporada são um exemplo disso mesmo.

Já Nani, que foi substituído ao intervalo do dérbi com o Benfica para a Liga (derrota dos leões por 4-2 em Alvalade), apresentou queixas no dia seguinte e ainda figura no boletim clínico como estando a recuperar de um estiramento da zona inguinal direita.

Falhou o jogo com o Benfica para a Taça (derrota por 2-1 na Luz) e com o Feirense (triunfo 3-1 na Liga).