Cenário pouco animador para Cristián Borja a escassos dias de os leões se deslocarem à Madeira para defrontarem o Nacional, para a 30.ª jornada da Liga.

O lateral-esquerdo, 26 anos, prossegue com tratamento para debelar entorse no joelho direito, contraída na receção ao Rio Ave, no passado dia 7 (3-0), mas ainda sem indicadores de um breve regresso à equipa liderada por Marcel Keizer.

Caso não supere os problemas físicos a tempo, Borja voltará a ser rendido no lado esquerdo da defesa por Marcos Acuña (tal como aconteceu na visita à Vila das Aves). A permanência do internacional argentino numa zona mais recuada do terreno dá força a um cenário favorável… a Jovane Cabral.

Preterido para a entrada de Salin nas Aves, poderá o cabo-verdiano ter nova oportunidade frente aos insulares, fruto de uma combinação de fatores: o castigo de Raphinha (que foi admoestado com o quinto cartão amarelo na Liga frente ao Aves) e a ausência da concorrência de Acuña – que será lateral caso se confirme que Borja continua a ser baixa para Marcel Keizer.