José Maria Ricciardi referiu esta sexta-feira à CMTV que não quer dar importância ao que se passou em Alvalade, sublinhando que o mais importante é pensar no presente e no futuro do Sporting. O candidato à presidência dos leões frisou ainda que Bruno de Carvalho faz parte do passado e espera que a equipa não se deixe afetar por estes episódios.

Episódio desta sexta-feira

“Temos de focar-nos no presente e no futuro do Sporting. Ir amanhã ao jogo, isso é o presente; voltar a ser uma entidade sustentável no futebol e nas modalidades, isso é o futuro. Sobre as turbulências que aparecem… não quero dar importância a isso, pois fazê-lo prejudica o Sporting. Cria desconfiança, afasta os investidores e pode desmotivar os sportinguistas. Não quero falar do passado. Esperamos ser uma boa solução para o Sporting depois do dia 8 de setembro. Temos de continuar a apoiar Sousa Cintra e todas as pessoas que estão a trabalhar em prol do Sporting atualmente”.

Equipa será afetada?

“Espero que não. Por isso é que não se deve dar importância a este episódio. Estamos aqui a torcer todos, todas as candidaturas e todos os sportinguistas, estamos todos a torcer para que o Sporting ganhe amanhã.”

Bruno de Carvalho faz parte do passado?

“Acho que sim. Pelo menos foi o que 71 por cento decidiu a 23 de julho. Já viu alguém na política a perder por 71 por cento? Sinceramente, nunca vi ninguém. Acho que é uma grande maioria…”

Estes episódios vão continuar a acontecer até às eleições?

“Não ligo nada a isso. Não faço ideia. Nem quero saber. Estão a dar demasiada importância a isso. Presente e futuro. Isso é que é importante. Os sócios já responderam democraticamente sobre esse assunto.”