José Maria Ricciardi, antigo memebro do Conselho Leonino, afirmou esta terça-feira em direto para a CMTV que as agressões ocorridas esta tarde na academia do Sporting em Alcochete foram permitidas “com total incúria pela administração da SAD” do clube.

O sócio do Sporting, que foi um dos maiores apoiantes de Bruno de Carvalho na fase inicial do seu mandato, considera que a atual direção “não tem condições para continuar” à frente do clube. O banqueiro demitiu-se do Conselho Leonino em abril, em rota de colisão com Bruno de Carvalho.

Para o antigo membro do Conselho Leonino, “o presidente da Mesa da AG terá de fazer alguma coisa para que esta situação seja atacada imediatamente, até porque está em causa o prestígio internacional do Sporting e do futebol português”. “Isto vai pôr em causa a situação financeira e patrimonial do Sporting, com jogadores a poder rescindir por justa causa e o Sporting perder milhões”, disse.

“Sinto-me envergonhado, nunca vi isto nem na América Latina. Não vejo como haverá condições para jogar a final”, continuou.

Questionado sobre a possibilidade de rescisões em massa respondeu: “Não tenho a certeza mas acho que há probabilidade. Jogadores recusaram falar com presidente? É compreensível. Isto tem de ter um fim.”