Marcos Acuña tem mercado, sobretudo na sua terra Natal, onde vários clubes o desejam, logo à cabeça aparece o Boca Juniors.

O presidente do emblema de Buenos Aires, Daniel Angelici, confidenciou, em declarações proferidas nesta terça-feira, que Acuña é um jogador que interessa, mas os números pretendidos pelo Sporting estão longe de ser uma realidade possível para o Boca.

“Fizemos uma proposta de 15 milhões de euros pelo Acuña e recusaram-na. Nada nos faz pensar que se a fizermos de novo a irão aceitar. Como vivem os argentinos até me dá um pouco de pudor falar desses jogadores e desses números”, confidenciou o presidente do Boca Juniors, em declarações reproduzidas pelo infobae.

Acuña, de resto, renovou com o Sporting em outubro de 2018, tendo mantido a cláusula de rescisão nos 60 milhões de euros.