O Sporting voltou aos eixos, depois do surpreendente empate em casa do Marítimo na jornada anterior. A jogar no conforto de Alcochete, as bicampeãs nacionais fizeram do Ouriense uma presa fácil, ao triunfarem por 3-0 diante daquelas que eram as vice-líderes à entrada para esta 5ª jornada.

A superioridade começou a desenhar-se logo aos 5 minutos, quando a norte-americana Sharon Wojcik aproveitou uma passe a rasgar de Carolina Mendes, antes de finalizar, sem problemas, na cara de Petra Niceia.

Mesmo em desvantagem, as forasteiras mantiveram as linhas sempre muito recuadas, tirando espaço às criativas do Sporting, mas ainda tiveram uma boa oportunidade para empatar em cima do intervalo, quando Cristina Ferreira obrigou Patrícia Morais a fazer uma boa defesa.

Já depois do descanso, Carlyn Baldwin agigantou-se para tirar, em cima da linha, o golo a Flávia Fartaria, mas o golpe fatal chegou aos 67’. Carlyn Baldwin atirou à trave na sequência de um canto e a central Nevena Damjanovic não desperdiçou na recarga. Diga-se que as bolas paradas voltaram a fazer estragos aos 74’, altura em que Rita Fontemanha cruzou para Carole Costa, com a internacional portuguesa a estabelecer o resultado final, que deixa as leoas na 2ª posição, a dois pontos do Sp. Braga, que bateu o Marítimo (7-0).

Nota para o facto de o Sporting ter terminado a partida com dez jogadoras, devido à lesão de Fátima Pinto quando Nuno Cristóvão já tinha esgotado as substituições.

As leoas voltam a entrar em acção no próximo sábado, dia 3 de Novembro, às 15h, frente ao Boavista.