godinho lopes

O presidente do Sporting, Godinho Lopes, congratulou-se hoje com o regresso do basquetebol ao clube, 17 anos depois de ter terminado, e realçou a importância que o futuro polo desportivo em Odivelas terá na congregação das modalidades.

«Fico muito feliz pelo basquete estar de volta. Sentimos que estavam reunidas as condições para que isso acontecesse e daí termos celebrado recentemente um acordo com a Câmara de Odivelas para lá criarmos um polo desportivo»

Afirmou o presidente leonino durante um almoço, em Algés, com a recém formada Associação de Basquetebol do Sporting Clube de Portugal.

O almoço, que juntou antigos treinadores, atletas e dirigentes daquela modalidade, serviu para anunciar publicamente que o Sporting pretende regressar ao basquetebol, ainda que sem uma equipa sénior.

«Quando cheguei ao Sporting tínhamos 28 modalidades e agora já temos 33. Queremos um Sporting eclético e não tenho dúvidas de que o futuro pavilhão que vamos construir em Odivelas será um ponto de encontro das modalidades e motivador de jornadas familiares»

Relativamente ao regresso de uma equipa sénior à competição de basquetebol, o antigo diretor desportivo dos leões para esta modalidade Edgar Vital explicou que só irá acontecer quando a direção entender que estão reunidas todas as condições.

«Primeiro vamos analisar as inscrições e as pessoas que querem jogar e ai veremos quais serão os escalões, mas a nossa intenção é começar pela formação. Quanto à equipa sénior isso caberá à direção decidir quando será o momento certo»

Contente com o regresso do Sporting ao basquetebol estava também o antigo jogador da modalidade pelo clube leonino e atual presidente da Federação Portuguesa de Basquetebol, Mário Saldanha, que considerou tratar-se de «uma mais-valia para a competição».

«O Sporting fazia muita falta ao campeonato. Não tenho dúvidas que este regresso será um incentivo não só para a modalidade como também para quem a pratica»