Um dos aspetos que tem melhorado muito no Sporting, por comparação à época passada, é o registo defensivo e, para o comprovar, há números bastante esclarecedores. Basta ver que Rui Patrício, por exemplo, igualou o seu próprio recorde ao somar oito jogos consecutivos sem sofrer qualquer golo em Alvalade.

Custou, foi demorado e foi preciso esperar mais de meia década, mas Alvalade soube mostrar, esta temporada, que sofrer golos é coisa rara. São já oito jornadas seguidas para a Liga NOS em que os leões permaneceram com a sua baliza inviolada.

Para encontrar um feito maior que este é preciso recuar 32 anos (1986), quando Damas guardava a baliza dos leões, altura em que completou 10 jogos consecutivos sem sofrer qualquer golo em casa.

Porém, o detentor do ouro é ainda mais antigo: em 1979, Botelho conseguiu a proeza de ficar 11 jogos sem conhecer o sabor da derrota, juntamente com a baliza a zeros: Será que Patrício vai conseguir igualar esse registo? Para o fazer, terá de não sofrer contra o Paços de Ferreira, o Boavista e o Benfica.

Na presente época, o mais impressionante na sequência invicta é que se juntarmos todas as competições internas (juntando taças), o Sporting consegue somar um total de 11 jogos sem saber o que é sofrer um tento certeiro. A última vez que aconteceu isso foi com o SC Braga, no empate caseiro por 2×2, para a jornada 11 do campeonato, ou seja, há mais de quatro meses. Braga que é, curiosamente, o próximo adversário, mas fora de portas.

Jorge Jesus mostrou-se satisfeito com esta segurança defensiva em casa e abordou a importância de saber defender, que é equivalente à de saber atacar.

«Procuro que os jogadores tenham tanta satisfação em saber defender bem, como quando fazem o golo. Abordamos nas nossas conversas este tema muitas vezes e, portanto, a equipa tem gosto em fazer bem as coisas defensivamente, e quando se tem gosto, se é exigente, do ponto de vista coletivo e individual, as coisas saem melhor. É o que está a acontecer com a equipa do Sporting», referiu em conferencia de imprensa.