O autogolo de Tiago Ilori frente ao Benfica não será um travão à titularidade do central português ao lado de Coates, na partida com o Feirense. Luís Gonçalves, que treinou Ilori na equipa sub-15 do Sporting, em 2006/2007, quando este chegou a Alcochete, acredita faz sentido manter a aposta:

“O Tiago já tem maturidade suficiente para dar a volta à situação, até pela sua experiência no estrangeiro. Durante o jogo, qualquer jogador sente o momento, mas ele facilmente dará a volta á questão. São lances que acontecem. Realmente, o jogo com o Benfica não lhe correu muito bem mas, em alguns momentos, ele também mostrou a sua qualidade. Vejo o Tiago com capacidade para competir com Mathieu e Coates pela titularidade, no Sporting”, referiu em declarações a Bola Branca.

Luís Gonçalves sabe que o Sporting está atento aos jogadores formados no clube e que, entretanto, rumaram a outros emblemas, nomeadamente no estrangeiro. O regresso do Ilori não foi, por isso, uma surpresa. O técnico explica, ainda, porque motivo considera Tiago Ilori um bom reforço para o Sporting.

“Ele continua a apresentar as características que lhe conheci quando trabalhei com ele, na equipa sub-15 do Sporting. Mas claro que está mais maduro, menos ingénuo e com maior capacidade na tomada de decisão. Tem apresentado um percurso evolutivo bastante positivo e apesar de não ter sido muito feliz no lance do segundo golo do Benfica, é um reforço muito interessante para o Sporting, neste momento”.

Nestas declarações a Bola Branca, Luís Gonçalves explica o projeto que está nesta altura a desenvolver ao serviço da Federação Chinesa de Futebol.

“Sou responsável da seleção sub-16 da China. Um projeto muito interessante, um desafio enorme para mim. Depois da seleção de Moçambique, onde estive durante dois anos e meio, agora estou na China. O objetivo é desenvolver o talento na China. O governo quer que o país dê o salto na modalidade”, concluiu.