Extremamente talentoso e jovem, Nicolás Lodeiro nasceu em Paysandú, no Uruguai. Com 23 anos é hoje em dia um dos médios mais promissores da América do Sul, e só a grande onda de lesões que tem atravessado o tem impedido de jogar já a outro nível, noutro campeonato e certamente com outra visibilidade. Actualmente no Ajax, clube holandês bastante conhecido pelas suas inegáveis qualidades no que à formação e aproveitamento de jogadores diz respeito, procura o melhor para si próprio de forma a puder jogar e encantar os responsáveis holandeses, que tanto apostam nele.

Nicolás Lodeiro é craque da cabeça aos pés. Tem um físico bastante quebrável e este não é seguramente os dos seus pontos fortes, mas apresenta uma notável visão de jogo e qualidade de passe, que o caracteriza na perfeição e lhe permite sonhar com outras paragens, isto é, jogar em clubes de maior dimensão e ter o merecido estatuto. Para o alcançar, terá “apenas” de deixar o departamento médico dos holandeses, onde tem passado a maior parte do seu tempo, devido às inúmeras lesões quem tem sido alvo, e voltar a jogar com regularidade no Ajax. Se realmente conseguir ultrapassar esta fase mais obscura da sua carreira, terá certamente a oportunidade de brilhar ao mais alto nível.

Há 3 anos consecutivos no Ajax, da Holanda, Lodeiro iniciou-se no futebol ainda no seu país, tendo sido formado no Nacional de Montevideo, clube bastante conhecido no Uruguai, e que contou já com alguns grandes jogadores da bola, tais como Álvaro Récoba, ainda jogador do clube uruguaio. Lodeiro não conheceu outro clube senão o Nacional, durante toda a sua formação como jogador de futebol, e deixou os uruguaios rumo à Holanda em 2009/2010, altura em que também brilhou com a camisola da sua selecção, facto que lhe valeu um significativo aumento no seu valor de mercado e consequente assédio por parte de clubes europeus.

Nicolás Lodeiro actua preferencialmente no meio campo ofensivo e promete ser uma das próximas revelações do Uruguai. Em final de contrato com o Ajax, pode já neste verão começar a procura por um novo clube que esteja interessado em contar com ele, o que, pondo de parte as debilitações físicas, não deve faltar ao internacional uruguaio.