A recente polémica em Alvalade, que colocou Bruno de Carvalho e jogadores do Sporting em colisão, já provocou a primeira baixa nos órgãos sociais.

De acordo com o Expresso, Jorge Gaspar, vogal do Conselho Fiscial de Discplinar do clube ‘leonino’, enviou uma carta a Jaime Marta Soares, presidente da Assembleia Geral, na qual anuncia a intenção de renunciar ao cargo.

Jorge Gaspar justifica a sua posição por discordar das “decisões institucionais do Presidente do Sporting Clube de Portugal”, considerando que a ação do presidente, na sequência da derrota em Madrid, “prejudicou gravemente a sua imagem pública, prejudica a marca Sporting junto dos nossos parceiros comerciais e patrocinadores”.

“Os recentes acontecimentos pós-jogo Atlético de Madrid vs. Sporting Clube de Portugal e as posições e decisões institucionais do Presidente do Sporting Clube de Portugal tornam inevitável a apresentação da minha renúncia ao lugard de Vogal do CFD do nosso Clube, pois entendo que as mesmas não dignificam o Sporting Clube de Portugal, lesam gravemente a sua imagem pública, prejudicam gravemente a marca ‘Sporting’ junto dos nossos parceiros comerciais e patrocinadores, causam danos por ora ainda inestimáveis na esfera desportiva e competitiva das nossas equipas e atletas e contribuem ainda mais para retirar o foco mediático de um conjunto de questões bem conhecidas (incluíndo algumas de natureza judicial) que inquietam outras instituições desportivas”, pode ler-se no texto a que o Expresso teve acesso.