José Peseiro é um não assunto. Ou melhor: a sua continuidade no clube é que é um não assunto. Confrontado diretamente com a posição do treinador, Frederico Varandas foi evasivo: «Lugar de José Peseiro em risco? Por amor de Deus!»

E o líder leonino prosseguiu a sua análise ao atual momento desportivo. Reconhece que a derrota (2-4) sofrida frente ao Portimonense, no passado domingo, foi justa, devido à superioridade demonstrada em campo pelos algarvios, mas, e acima de tudo, os jogadores têm de ter noção do que foi (mal) feito.

«Não perdemos por causa do cansaço ou por causa da arbitragem, mas porque o adversário foi melhor e é isso que o grupo tem de perceber. Eles sabem melhor do que ninguém», afiançou.

Mas o futuro, esse, é encarado com otimismo. O campeonato ainda está numa fase embrionária e os pontos de distância para a liderança não são irrecuperáveis, muito longe disso. «Desportivamente estamos na 7.ª jornada, a quatro pontos do líder. No último jogo tivemos oportunidade de ficar no primeiro lugar mas a verdade é que agora estamos a quatro pontos. Estamos conscientes mas, acima de tudo, confiantes», afiançou.