Numa altura em que se adensam as dúvidas sobre o futuro de Bruno Fernandes, o jornal Record avança que clubes como Manchester City mantêm interesse firme no médio português, apresentando capacidade financeira para pagar o valor mínimo exigido pela SAD do Sporting: 70 milhões de euros.

Recorde-se que o jogador foi contratado à Sampdoria em 2017 e custou na altura 8,5 milhões de euros aos cofres leoninos. O médio português tem contrato até 2023 e uma cláusula de rescisão de 100 milhões de euros.

A mesma publicação adianta que os bicampeões ingleses têm vantagem na corrida por Bruno Fernandes, mas a SAD ‘leonina’ não tenciona baixar a fasquia dos 70 milhões de euros.

Outros emblemas como Manchester United, Atlético Madrid e PSG também estarão atentos à situação do jogador, que recentemente deu conta do sonho de jogar na Premier League.