Bruno de Carvalho pondera instaurar um processo disciplinar a Marco Silva por quebra de confiança e leadade,e avançar para o despedimento com justa causa, noticia A BOLA na edição desta quarta-feira.

Presidente e treinador devem voltar a reunir-se durante o dia de hoje, e do encontro poderão resultar medidas drásticas.

Conforme pode ler-se a edição impressa d´ A BOLA, a saída de Marco Silva é praticamente irreversível. Resta saber em que moldes se processará.