Terminou a reunião em Alvalade. Jaime Marta Soares anunciou que será marcada uma Assembleia Geral destitutiva para fazer com que o Conselho Diretivo liderado por Bruno de Carvalho deixe a liderança do Sporting.

O presidente da Assembleia Geral saiu por volta das 21h45 e afirmou que Bruno de Carvalho não se quis demitir do cargo de presidente do Sporting.

A Assembleia Geral vai decorrer no dia 23 de junho e falta agora perceber se vai ser avançado uma tentativa de instauração de processo disciplinar ao atual presidente do Sporting. Há ainda a possibilidade de esta Assembleia Geral ter sido marcada através da recolha de assinaturas de sócios.

«Bruno de Carvalho recusa tudo», foi o pouco que se ouviu de Jaime Marta Soares à saída da reunião. Dezenas de adeptos imediram a comunicação do presidente da Mesa da Assembleia Geral.

No local, encontravam-se uma dúzia de adeptos que, enquanto o presidente demissionário da Mesa da Assembleia-Geral tentava falar com os jornalistas, mostravam o seu apoio a Bruno de Carvalho, impedindo as declarações de Marta Soares.