Ainda que já tenha lamentado a forma como se despediu do Sporting, Ezequiel Schelotto assegura que o sentimento pelo clube que representou desde o final de 2015 continua intacto.

Em entrevista ao jornal italiano Tuttosport, o lateral, atualmente ao serviço do Brighton, deixou uma mensagem aos adeptos leoninos: “O meu coração continua em Lisboa. Sigo todos os jogos do Sporting, mantenho contacto com os meus ex-companheiros e sempre que posso regresso a Lisboa, onde tenho um restaurante. Acredito que faremos um grande jogo contra a Juventus”.

A propósito do encontro desta quarta-feira, para a terceira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, Schelotto aconselha a Vecchia Signora a “evitar deixar o Sporting cruzar, porque Bas Dost é muito bom a cabecear para o golo. É um Luca Toni holandês”.

“Jesus é um Antonio Conte português, um vencedor. O rótulo de defensivo está errado. Terá preparado o jogo com a Juventus ao pormenor. Em particular com Dybala, que, graças à sua capacidade de drible, é o perigo número um”, explicou.

“Espero um Sporting a proteger o corredor central, obrigando a Juve a jogar nas alas e a cruzar para a área, onde a dupla Mathieu-Coates é fortíssima de cabeça. O Sporting apostará nos duelos a meio-campo, recuperando a bola e contra-atacando com a velocidade de Gelson e Acuña”, concluiu.