Esta é a Super Análise!

Parece que acabou a novela que ocupava o prime time das televisões, as redes sociais a qualquer hora, os programas especiais e os comentários dos entendidos supremos do mundo do futebol. Todos os dias, até ao término do campeonato era muita a especulação sobre o futuro do Sporting e do seu treinador. Ainda não tinha terminado o campeonato e os media já estavam a aquecer a final da Taça de Portugal, lançando inúmeras notícias em forma de provocação para tentarem saber de algo mais, manipulando informação e trazendo manobras de diversão junto dos públicos, equipas técnicas, jogadores e das respectivas direcções de clubes.

Há muito que o mister Marco Silva não estava em harmonia com o Presidente BdC. Naturalmente algo se passou e ninguém sabe a realidade dos factos, mas nunca nada invalidou que trabalhassem juntos e bem, em prol do Sporting. Provou-se esta época que juntos souberam ultrapassar problemas. O Sporting nunca ficou prejudicado, o bom desempenho continuou a verificar-se e os resultados foram aparecendo. Ainda que, nada lembrem as glórias antigas do Sporting. Em análise, podemos considerar positivo um 2º ano de reconstrução e reestruturação do clube tendo conseguido o 3º lugar com acesso a play-off da Liga dos Campeões e a 9 pontos de distância da equipa campeã. A juntar a isso, estivemos presentes na Liga dos Campeões em bom nível e acabámos por ganhar a Prova Rainha, a Taça de Portugal. Não se fazem milagres em 2 anos, depois de passados anos de péssima gestão de antigos dirigentes incompetentes. Lembre-se, os órgãos de comunicação social já diziam: o Sporting vai acabar.

Parece fácil, mas não é. O Sporting consegue em 2 anos uma reestruturação financeira, melhoria de resultados desportivos e aumento de potencial a curto e médio prazo. As expectativas com a entrada de uma nova direcção não estavam na altura tão elevadas. Todos sabíamos que o Sporting iria passar por dificuldades por muitos anos, depois de uma época em que foi destroçado todo o valor do clube, acabando no miserável 7º lugar, ficando fora das competições europeias e vendo outros clubes pequenos a ocupar a sua posição.
Ninguém imaginava que 2 anos depois, o Sporting teria capacidade para roubar o treinador ao principal e histórico rival Benfica que alcançou o 1º lugar pela segunda vez consecutiva, algo que não acontecia há 31 anos no mesmo clube.

Ninguém julgue que o Jorge Jesus vai para o Sporting por dinheiro. O Jorge Jesus vai para Alvalade porque percebe que o futuro é o Sporting! Dinheiro é bom, mas não é tudo. É o melhor projecto do futebol português, é sem dúvida o mais aliciante e mais desafiante.

Uma palavra de agradecimento ao Marco Silva, pois ele foi um dos que ajudou o Sporting nesta caminhada que ainda não terminou. Foi importante, conseguiu vitórias e deu seguimento ao que se vinha a verificar na época passada. Conseguiu dar mais um passo em frente e ganhou com o Sporting, a Taça de Portugal. Trabalho extraordinário. Que ninguém fique a pensar que os adeptos o desprezam, apenas estes sabem que não é ele que nos pode dar um título de campeão. Precisávamos de alguém que tivesse a palavra campeão “escrita na testa”, que respirasse títulos e provas de capacidade inigualáveis. O Jorge Jesus provou por A+B que consegue o impossível. Ser campeão com Jardel, Eliseu, Samaris, André Almeida e Pizzi, não é para todos.

Bruno de Carvalho, o nosso Presidente, está de parabéns! Sócios e adeptos estão com ele! A ele, o nosso muito obrigado e continuação de um bom trabalho à frente do clube do nosso coração.