O medalhado paralímpico português Luís Gonçalves disse que irá trabalhar para voltar a subir ao pódio dos Jogos Olímpicos, desta vez em Tóquio2020, salientando que já atingiu o “auge” das suas capacidades físicas.

A medalha de bronze no Brasil, em 2016, e a de prata em Pequim, em 2008, ambas na vertente dos 400 metros da classe T12 (deficiência visual), dão confiança ao atleta do Sporting para continuar a dar medalhas a Portugal.

“Aumenta a responsabilidade, aumenta o querer, a vontade lutar por mais e de levar o nosso país e nossa bandeira alem fronteiras e, de preferência, aos lugares do pódio”, começou por dizer, prosseguindo: “Vou trabalhar para isso [conseguir nova medalha], fazer o que faço sempre, dar 100% de mim e melhorar os resultados pessoais”.

Para voltar a repetir a proeza de subir a um pódio olímpico, Luís Gonçalves pretende encarar da melhor forma possível todas as competições até viajar para o Japão.

“O meu objetivo pessoal passa por ultrapassar meta a meta. Já estou numa fase do auge das minhas capacidades e quero tentar segurá-las. Quero manter-me assim o mais tempo possível”, concluiu.