Mais uma farpa na ‘guerra’ entre Paulo Pereira Cristóvão e Nuno Saraiva. O antigo dirigente do Sporting voltou a ‘atacar’ o diretor de comunicação do clube leonino, chamando-lhe “pequeno funcionário”.

“O pequeno funcionário Saraiva está hoje na folha de pagamentos do meu clube como poderia estar na folha de pagamentos do Benfica. Explique aos sócios quando e em que circunstâncias andou a pedir emprego ao atual diretor de comunicação do Benfica”, apontou, através de um comunicado.

“Exorto o pequeno empregado Saraiva a conter-se nas suas afirmações quando refere que irei ser condenado disciplinar e criminalmente, primeiro porque as suas funções de teclista de Facebook estão muito abaixo dos órgãos jurisdicionais e, em segundo, porque quem se indigna com perguntas pertinentes, normalmente são as virgens vestais que não o são tanto assim”.

Leia o comunicado:

“1) Com efeito, não se lhe reconhecendo qualquer dote de dançarino, sendo que neste aspeto como já referi, a sua especialidade ser copo na mão e confraternização à porta de discotecas, vem o pequeno funcionário Saraiva confirmar a velhaquice que possui porquanto, não tendo coragem para o dizer diretamente, insinua que eu já comemorei derrotas do meu Clube.

2) O pequeno funcionário Saraiva está hoje na folha de pagamentos do meu clube como poderia estar na folha de pagamentos do Benfica. Explique aos sócios quando e em que circunstâncias andou a pedir emprego ao atual diretor de comunicação do Benfica.

3) Exiba aos sócios o seu último recibo de vencimento no DN e o último no Sporting. Aqui veremos o seu sportinguismo.

4) Explique aos sócios afinal quais são as suas concretas funções, para além de escrever uns posts no facebook. Sendo só isso que faz, parece-nos que não justifica o ordenado e restantes mordomias que beneficia atualmente no clube.

5) Explique aos sócios quem paga as multas nas quais é condenado quando, de sua própria vontade, escreve o que escreve no facebook e depois é condenado nas instâncias desportivas.

6) Já que se comporta como um autêntico Gollum, que protege à exaustão o seu precioso patrão, é capaz de responder por ele às pertinentes perguntas já feitas, nomeadamente: A) Quem paga as viagens e estadias da mulher do Bruno Miguel? B) Quando a mulher do Bruno Miguel vai nestas viagens, vai em trabalho ou lazer? C) Se sim, qual é o trabalho? D) A assiduidade é um conceito que não se aplica à mulher do Bruno Miguel como se aplica aos restantes funcionários do Sporting?

7) Estas questões são dirigidas ao pequeno empregado Saraiva porquanto já por diversas ocasiões vi as suas funções estendidas para carregador de bagagem do aeroporto de Lisboa, carregando diligentemente a mala do chefe quando ele chega com a mulher de mais uma “inauguração de academia”.

8) Exorto o pequeno empregado Saraiva a conter-se nas suas afirmações quando refere que irei ser condenado disciplinar e criminalmente, primeiro porque as suas funções de teclista de facebook estão muito abaixo dos órgãos jurisdicionais e, em segundo, porque quem se indigna com perguntas pertinentes, normalmente são as virgens vestais que não o são tanto assim.”