O Sporting entrou em falso na pré-época, esta quinta-feira, ao perder com o Neuchatel Xamax (2-1), no primeiro teste da preparação para 2018/19.

Em Baulmes, os leões até entraram praticamente a vencer mas permitiu a reviravolta ao emblema suíço, evidenciando claras e naturais lacunas defensivas no ensaio inaugural.

José Peseiro apresentou um onze com dois reforços – o defesa Marcelo e o avançado Raphinha – e num sistema de 4x3x3, com Petrovic, Misic e Wendel na linha média. Na frente, Fredy Montero teve o apoio de Raphinha e Matheus Pereira, as melhores unidades verde e brancas em campo no Estádio Sous-Villes.

O Sporting entrou com o pé no acelerador e, logo aos 2′, na sequência confusa de um livre direto cobrado por Jefferson, Montero – capitão de equipa – bateu o guardião Walthert.

Ainda assim, os helvéticos reagiriam logo de imediato e, dois minutos volvidos, Cicek bateu Salin, empatando o encontro.

O primeiro “11” de José Peseiro
Salin; Piccini, André Pinto, Marcelo e Jefferson; Petrovic, Misic e Wendel; Raphinha, Matheus Pereira e Montero.
Jogaram ainda: Viviano, Ristovski, Jonathan Silva, Palhinha, Castaignos, Lumor, Jovane Cabral, Bruno Gaspar, Demiral, Domingos Duarte, Ryan Gauld.

Até ao intervalo, o Sporting teve sempre sinal “+”, com Raphinha e Matheus Pereira a dispôr de clamorosas ocasiões para faturar.

Na segunda parte, Peseiro mudou o figurino, apostou nas entradas de Viviano, Ristovski, Jonathan Silva ou Palhinha logo na abertura e, defensivamente, o leão perdeu coesão e segurança.

Tanto que, já depois de o guarda-redes italiano ter brilhado em dose dupla, Carlen aproveitou uma perda de bola de Wendel e, isolado, bateu Viviano fixando o 2-1 final.

O próximo encontro de caráter particular do Sporting está marcado para sábado, diante do Nice, em Divonne-les-Bains, estância termal a cerca de 25 quilómetros de Genebra. Pontapé de saída às 18h.