A recente renovação de Mathieu levou os gestores do futebol leonino a repensarem a situação de Ivanildo Fernandes. Após um ano de empréstimo bem-sucedido ao Moreirense, estava previsto que o jovem defesa-central integrasse o plantel em 2019/20, mas o cenário mudou.

Ivanildo continua na lista para ser avaliado por Marcel Keizer na pré-temporada, mas está em cima da mesa um novo empréstimo a posteriori, para um patamar superior ao dos cónegos – que pretendem manter o defesa -, de preferência para o estrangeiro, numa liga competitiva que lhe permita o eventual regresso logo em janeiro.

Com Mathieu mais um ano no plantel, Coates e Neto certos e Ilori por definir (além do adaptado Borja, que também joga no centro esquerda), os caminhos da titularidade estão à partida tapados para o jovem produto da Academia, de 23 anos.

Ficar no fim da hierarquia para o eixo central não é desejado pelas partes, pois pretende-se que continue a evoluir a jogar e a ganhar mais experiência. O Moreirense, pelo qual disputou 26 jogos em 2018/19, pretende a sua continuidade, como outros emblemas da liga, mas o seu destino está entre Alvalade e o estrangeiro.