O infortúnio de Viviano acabou por permitir a Salin que assumisse a titularidade. A resposta do francês não podia ter sido mais positiva, pois não teve qualquer hipótese no golo sofrido, e ainda realizou um punhado de boas intervenções que ajudaram os leões a regressar a Lisboa com os três pontos.

Sem espaço no plantel, após a aposta em Renan, a SAD está à procura de uma solução que agrade a todas as partes, mas o guardião voltou a mostrar que tem valor para permanecer.

O guardião chegou a Alvalade na temporada passada para ser o substituto de Rui Patrício, um papel que ainda lhe permitiu disputar quatro jogos, dois na Taça de Portugal e outros dois na Taça CTT.

O francês Salin, de 34 anos, termina contrato no final da presente temporada.