O Sporting apresentou esta quarta-feira, num documento enviado à CMVM, o seu relatório e contas.

No documento enviado ao regulador de mercado, o emblema de Alvalade anuncia a redução do seu passivo financeiro em 40 milhões de euros (40.426 milhões de euros).

Também no relatório e contas consta a redução da dívida fiscal em 16.729 milhões de euros. O volume de negócios do emblema verde e branco ascende a 80 milhões de euros.

Relativamente aos investimentos feitos no reforço do plantel às ordens de Jorge Jesus destacam-se a aquisição do passe de Acuña, que terá custado mais de 10 milhões de euros, mas também de Mathieu, jogador livre que custou aos cofres leoninos quatro milhões de euros.

Assinala-se ainda “os gastos com pessoal que ascendem a 37.680 milhares de euros, onde cerca de 1.030 milhares de euros são relativos a prémios não regulares e cerca de 800 milhares de euros a salários de jogadores que rescindiram contrato”.