O Sporting precisa de fazer o que nunca conseguiu nas taças europeias de futebol para seguir para os oitavos de final da Liga Europa, alcançar um triunfo em Espanha, depois do desaire caseiro por 1-0 face ao Villarreal.

Em 16 deslocações ao reduto de conjuntos espanhóis, os ‘leões’ não conseguiram mais do que três empates, com Sevilha, Real Sociedad e Atlético de Madrid, tendo perdido os restantes 13 embates, com um total de 10 golos marcados e 33 sofridos.

A formação comandada pelo holandês Marcel Keizer tem, assim, de ‘escrever’ história no Estádio de la Cerámica, em Villarreal, o nono palco em que vai atuar em Espanha.

Nas anteriores visitas, o Sporting enfrentou três vezes os ‘colossos’ FC Barcelona e Real Madrid, duas o Espanyol, a Real Sociedad, o Athletic de Bilbau e o Atlético de Madrid e uma o Valência e o Sevilha.

Apesar do ‘zero’ em Espanha, os ‘leões’ conseguiram levar a melhor em três eliminatórias, frente ao Valência (1-4 fora, após prolongamento, depois de 4-0 em casa), em 1968/69, ao Sevilha (3-2 em casa, após 1-1 fora), em 1983/84, e ao Athletic (3-0 em casa, após 1-2 fora).

Desta vez, ao conjunto lisboeta só resta, no entanto, triunfar em Espanha, depois do desaire caseiro na quinta-feira, por 1-0, selado por um golo de Alfonso Pedraza, logo aos três minutos, na primeira mão dos 16 avos de final da prova.

Mesmo tendo perdido, o Sporting esteve recentemente em boa posição para acabar com a ‘malapata’ em Espanha, mais precisamente na época 2016/17, quando defrontou o Real Madrid na fase de grupos da Liga dos Campeões.

A 14 de setembro de 2016, em pleno Bernabéu, os então comandados por Jorge Jesus adiantaram-se no marcador já na segunda parte, aos 49 minutos, com um tento do brasileiro Bruno César.

Com um conjunto que incluía o central Coates e o avançado Bas Dost, os únicos que agora podem repetir a presença em Espanha, o Sporting foi aguentando a vantagem e parecia capaz de vencer na casa do detentor do título europeu.

O ‘sonho’ acabou por desfazer-se aos 89 minutos, culpa da principal ‘joia’ da formação de Alvalade: Cristiano Ronaldo empatou o encontro, na transformação de um livre direto, não dando hipóteses ao companheiro de seleção Rui Patrício.

Já nos descontos, aos 90+4 minutos, o Sporting ainda acabaria por sair derrotado, culpa de um tento do suplente Álvaro Morata, agora jogador do Atlético de Madrid.

Depois desse embate, os ‘leões’ já visitaram mais duas vezes Espanha, na época passada, e perderam ambas por 2-0, primeiro com o FC Barcelona, para a fase de grupos da Liga dos Campeões, e depois com o Atlético, para a primeira mão dos ‘quartos’ da Liga Europa. Foi o princípio do fim da ‘era’ Bruno de Carvalho.

O Sporting nunca ganhou em Espanha e o Villarreal nunca perdeu em casa com equipas lusas: empatou 1-1 com o Benfica em 2005/06, na fase de grupos da ‘Champions’, e bateu o FC Porto por 2-1 na segunda mão das meias-finais da Liga Europa de 2010/11, num triunfo que nada valeu, após a goleada (1-5) sofrida no Dragão.

O encontro entre o Villarreal e o Sporting, da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa, realiza-se na quinta-feira, pelas 18:55 locais (17:55 em Lisboa), no Estádio de la Cerámica, em Villarreal.