Esta quarta-feira, o Sporting Clube de Portugal recebe o eterno rival, Benfica, no Estádio José Alvalade, em jogo a contar para a segunda-mão da meia-final da Taça de Portugal. Frente-a-frente, estarão leões e águias, em jogo estará um dos objetivos da época, duas equipas que se defrontam pela quarta vez esta época. Na primeira-mão registou-se uma derrota dos leões por 2-1, com golo de Bruno Fernandes.

Para esta partida da Taça de Portugal, Marcel Keizer tem praticamente todo o plantel à sua disposição, com excepção de Rodrigo Battaglia e Bas Dost, devido a problemas físicos e Ristovski que espera pela despenalização do Conselho de Disciplina. Assim, o Sporting deverá alinhar com o seu melhor onze. O onze leonino deverá então apresentar Renan Ribeiro na baliza, a defesa composta por Bruno Gaspar, Coates, Mathieu e Borja. No meio-campo, deverão alinhar, Gudelj, Wendel e Bruno Fernandes. Na frente, os leões devem apresentar Bas Dost, apoiado por Acuña e Raphinha nas faixas.

Para este jogo, Bruno Lage tem o plantel praticamente na sua máxima força, com excepção de Salvio e Conti devido a problemas físicos e Vlachodimos e Ferro por opção. O treinador dos encarnados deverá optar por um onze muito próximo daquele que defrontou o Tondela, na última jornada da Liga NOS.

Para vencer esta partida, os leões tem de pressionar alto, ter a iniciativa de jogo, procurando desmontar o bloco defensivo do Benfica. A equipa tem de estar concentrada no momento defensivo, tendo em atenção a qualidade da equipa de Bruno Lage, no seu processo ofensivo. Para vencer este jogo, é importante marcar cedo e, por isso, o Sporting tem de atacar e dominar o encontro desde início, sendo consistente em termos defensivos e tendo a posse de bola, com qualidade.

Num dérbi não há favoritos, mas um Sporting ao seu melhor nível pode vencer no Estádio de Alvalade. O Sporting entra em desvantagem para esta segunda-mão, por isso terá que rubricar uma exibição de qualidade. É um grande jogo do futebol português e os jogadores do Sporting têm de impor a sua qualidade, mas também a sua entrega, a sua intensidade e combatividade. Em jogo estará o acesso a uma final, com um só objetivo para o Sporting, estar na final e vencer a 17ª Taça de Portugal.