O The Guardian fez uma visita desta feita à Academia de Alcochete, quartel general do Sporting. O jornalista Alex Clapham referiu que «sem extravagâncias, este é o espaço para o futebol», recordou que foi a primeira academia a ser construída em Portugal e que serviu de casa para a Seleção Nacional durante o Euro 2004.

Clapham admitiu não ficar indiferente ao pensar no «calibre dos jogadores que andaram naqueles corredores e dormiram naqueles quartos, quando não tinham mais nada a não ser um bolso cheio de ambição». O jornalista destacou ainda o facto de o Sporting ser o único emblema no Mundo a produzir dois Bolas de Ouro, Luís Figo e Cristiano Ronaldo.

Por sua vez, Miguel Miranda, coordenador da Academia de Alcochete, destacou o «exemplo» de Cristiano Ronaldo e a sua influência na academia.

«Usamo-lo como exemplo em todo o lado aqui: desde o ginásio às aulas de psicologia e aos balneários. Ele sacrificou-se imenso para ter tudo o que tem agora».

Miguel Miranda explicou ainda o papel dos exames físicos «aos miúdos a cada três meses» de forma a atestar a evolução dos jovens jogadores. «Não queremos que sejam profissionais aos 14 anos. Queremos sim que sejam profissionais aos 20», explicou o coordenador.

A reportagem destaca o depoimento de Eric Dier, jogador formado na academia de Alcochete e que joga atualmente na Premier League ao serviço do Tottenham. Para o central, a Academia é muito mais do que a formação de jogadores: «Eles orgulham-se de formarem pessoas educadas e respeitosas. Nunca se zangam contigo se falhares um passe, mas fazem-no se faltares ao respeito a alguém».